Fotoproteção, balanço nutricional e transporte de alumínio no xilema de plantas hemiparasitas do Cerrado
Aluno - Izabelly Saraiva Sant'Ana
Orientador - Augusto César Franco
Universidade de Brasília

 

Plantas parasitas são um grupo diversificado de plantas que enfrentam vários desafios fisiológicos interessantes. Além de depender da hospedeira para crescer e reproduzir, as plantas parasitas também devem competir com os galhos da hospedeira pela água e nutrientes que advém do xilema, e quando fotossintetizantes, competir com a copa da hospedeira pela luz. Através de uma estrutura denominada haustório, a planta parasita consegue se fixar, penetrar e absorver indiscrinadamente, no caso das hemiparasitas, os sais minerais dissolvidos na seixa xilemática da hospedeira e alguns compostos orgânicos como aminoácidos e ácidos orgânicos. Hemiparasitas e suas hospedeiras podem ser usadas como modelos para analisar as conexões entre metabolismo de carbono e as relações hídricas e nutricionais, uma vez que existem características particulares nesse sistema, como o compartilhamento de uma mesma fonte de água e nutrientes. Com o objetivo de enriquecer o conhecimento sobre a interação entre plantas hospedeiras e parasitas serão realizados dois experimentos. No primeiro experimento, o objetivo é investigar a influência do N (e sua forma de transporte via xilema) sob o balanço nutricional e mecanismos de fotoproteção na hemiparasita Phthirusa ovata em hospedeiras com diferentes conteúdos nutricionais (dalbergia miscolobium e Byrsonima verbascifolia), e observar a influência do parasitismo, analisando os seguintes parâmetros: trocas gasosas, medidas de fluorescência, concentração de clorofila e carotenóides, concentração de nutrientes e compostos nitrogenados, análise enzimática e de relações hídricas. Já o experimento dois tem como objetivos: verificar o ácido orgânico que opera como quelante de Al via xilema na hemiparasita acumuladora facultativa de Al Phthirusa ovata crescendo sobre hospedeira acumuladora (Miconia albicans) e não-acumuladoras de Al (Byrsonima verbascifolia); e verificar se a hemiparasita Psittacanthus robustus (Mart.) (hemiparasita especialista) possuirá o mesmo ácido orgânico em suas folhas que a hospedeira acumuladora de Al, Miconia albicans, já que ambas são acumuladoras obrigatórias.