Síndromes e sistemas de polinização e suas correlações filogenéticas em espécies de Dioclea clado Pachalobium (Favaceae: Diocleinae)
Aluno - Aliny Férras Peçanha
Orientador - Leandro freitas
Jardim Botânico do Rio de Janeiro

 

Estudos sobre sistemas de polinização têm sido conduzidos com a finalidade de mostrar que certas características florais são selecionadas por interferência direta dos polinizadores, ideia essa, implícita no conceito de síndromes de polinização. Entretanto, são poucos os estudos que usam uma abordagem filogenética para entender os sistemas de polinização e a origem das características florais, sendo que, para tanto, é necessário unir dados de biologia floral e polinizadores a hipóteses filogenéticas robustas, normalmente em nível sub-genérico. A utilização da reconstrução ancestral dos caracteres florais ligados a mecanismos de polinização e grupos de polinizadores permite verificar a independência destes caracteres e encontrar evidências de adaptação. Este projeto propõe descrever os sistemas de polinização de espécies de Dioclea seção Pachylobium (Fabaceae: Diocleinae), identificando as características florais relacionadas a mecanismos de polinização e tipos de polinizadores e verificando a possível independência de tais características, através da análise de contrastes independentes com base em hipótese filogenética do grupo.