Efeitos do fogo sobre taxocenoses de lagartos no Cerrado, Brasil
Coordenador - Guarino Rinaldi Colli
Universidade de Brasília

 

O fogo é um dos grandes agentes naturais de perturbação ambiental, sendo as queimadas, naturais ou antrópicas, fortes modificadoras da estrutura da vegetação e transformadoras da paisagem em diferentes biomas. A passagem do fogo com freqüência não ocorre de forma homogênea, deixando para trás muitas manchas de áreas não queimadas. Com os sucessivos ciclos de queimas, a paisagem é transformada em um mosaico de manchas de diferentes idades pós queima e com diferentes estados de cobertura vegetal. A existência de um mosaico de hábitas em diferentes estádios de cobertura, cada um favorecendo diferentes subgrupos de lagartos, promove a coexistência de um grande número de espécies. Em acordo com a hipótese da perturbação intermediária, o fogo seria um agente que promove aumento na diversidade de espécies de lagartos. Desta forma, o presente estudo tem como objetivo avaliar o efeito do fogo sobre taxocenoses de lagartos do Cerrado. Para tanto, espera-se que as porções do Cerrado alteradas pela passagem do fogo, não contenham um subconjunto do total de espécies contidas nas porções mais preservadas. Espera-se ainda, testar a hipótese do fogo como agente promotor de aumento da diversidade no Cerrado, avaliar os efeitos do fogo sobre a taxocenose de lagartos do Cerrado, tendo como parâmetro a estrutura da comunidade, e contribuir para o conhecimento do bioma Cerrado de forma a auxiliar medidas conservacionistas.